Brasileiros são a nova coqueluche

Brasileiros são a nova coqueluche

Depois dos chineses e dos franceses, o sector imobiliário português vira-se para o outro lado do Atlântico.

Já lá vai o tempo em que os brasileiros que aterravam em Portugal vinham em busca de trabalho na restauração, para tarefas domésticas, bem como, na construção civil. Aquela que é a maior comunidade estrangeira em Portugal, com 87.493 residentes, representando 22,1% do total dos estrangeiros a viver legalmente no nosso país (números do último relatório do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras referentes a 2014), tem vindo a sofrer mudanças significativas nos anos mais recentes. De tal forma que hoje estão entre os estrangeiros mais acarinhados pelo mercado imobiliário português.

Estoril, Portugal

Desse modo, os brasileiros de baixas habilitações, que procuravam uma vida melhor estão a ser substituídos por compatriotas totalmente distintos. Isto no que diz respeito à sua capacidade financeira e ao seu nível de instrução. Pessoas que estão a descobrir Portugal, a posicionarem-se como turistas de luxo (dados da Global Blue, que monitorizam as chamadas vendas ‘tax free’ no retalho, posicionam os brasileiros no top 3 entre aqueles que mais gastam em compras) e a comprarem cá casa quando percebem que Portugal tem mais do que afinidades linguísticas e culturais.

Luís Lima, presidente da APEMIP  tem alertado os seus associados para o potencial dos investidores brasileiros. Existem vários fatores que atraem estes compradores. Nomeadamente, “Portugal é um país seguro, sem muita criminalidade e isso é muito importante para eles. Os brasileiros sempre investiram no imobiliário da Florida (EUA). Porém, estão a aperceber-se que depois do subprime, os imóveis ali desvalorizaram muito. Contudo em Portugal conseguem facilmente taxas de rentabilidade de 5 ou 6%”.

Descubra todas as novidades no nosso blog e não deixe de nos seguir no Facebook , bem como, no Instagram.

Fonte: Expresso

Outras Notícias